sábado, 16 de fevereiro de 2013

A VINGANÇA AMBIENTAL

 Hoje cedinho, em pleno sábado, rua interrompida
para supressão total dos 7 plátanos na calçada da rua em frente 
a Secretaria do Meio Ambiente.
 Graças a Luis Carlos Berner, logo juntou moradores do bairro.
Poucos. Todo mundo na praia.
Brigada Militar foi chamada.
Uma das coordenadoras do Meio Ambiente, Lucia Dutra, já estava lá.
Telefonemas para os secretários do Meio ambiente e Agricultura.
 Plátanos com mais de 60 anos seriam decepados. 
Valor do serviço: R$ 6.800,00
 Tudo legalmente.
Assinado pela ex-secretaria do Meio Ambiente
Simone Schneider
Não vou dizer o que realmente penso
porque não vou responder processo.
Não vou dar nomes aos bois.
Nem as antas.
Mas, e se ninguém chegasse em tempo?
O atual Secretario não sabia de nada?

Ainda hoje também, no bairro Americano,
essa arvore agonizava e aguardava o abate.
O que deu nessa cidade?

REPERCUSSÃO FACEBOOK

Curtir ·  · Promover · Compartilhar
.............. e outras 41 pessoas curtiram isso.

Laura Peixoto Os platanos estão na calçada e não no terreno do proprietario. É bem publico!!!

*  o que é que esta acontecendo?????

*  especulação! ou será outra coisa? desconfio que sempre tem dinheiro nadando no meio.....

* muito filha da puta nessa cidade. muitos. escondidos atras de grana e siglas.

* conseguiram parar com estes cortes ...pelo menos? ou os cara de pau continuaram?

*  me parece que os nossos governantes perderam a noção do papel deles perante a sociedade....é o reinado dos umbigos!

 * Que fique bem claro, ordem da gestão passada.

* Uffaaa....torcendo para que estes plátanos sejam preservados como outras que ainda sobrevivem nesta cidade escaldante!

 * vocês viram o que aconteceu com um famboyant na cidade de Assis em SP? nossa, deu protesto lá, visitem o perfil de ANONYMOUS ASSIS/SP...uma árvore antiga ao lado de escola foi derrubada as 21 hs pela Prefa de lá....repercussão enorme lá. O Secretário do Meio Ambiente, Motta, fez um vídeo e postaram isso no you tube, elogiando os grupos de discussão REvolta Pública e Anonymous Assis/SP, pelo interesse e atuação em defesa do patrimônio da cidade. Lá protesta a milhão, aqui, tudo quieto...me indigna isso passar tudo isso em brancas nuvens e só ficar nas indignações de facebook. Abraços!!

* Inacreditável, ...

* enquanto isso a atual prefeitura entrega dois poços de água mineral para a Fruki explorar comercialmente... o q está sob nossos pés tb é nosso. fiquem atentos.

* onde tá o respeito pelo meio ambiente?Minha opinião que o dono do terreno deveria limpar,pois são lindos e não deixar em capoeira.

* Não é só uma questão de ecologia. É uma questão de identidade, de patrimônio psicológico, mental, afetivo. O que pra alguns é um pedaço de pau, pra outros é como parte do corpo ou do coração! Sabe como é quando um desconhecido vem e derruba uma árvore em que a gente brincou na infância? Isso ninguém discute. É como matar alguém de casa!

*  Não tem definição melhor do que vocês deram....matar árvores antigas ou não antigas é como romper com o passado, é cortar cordões umbilicais com a nossa própria História!!! abraços!!

 * enqnto isso vamos pagando pra tomar "água da pedra"....e passar calor nessa cidade q nao tem nenhuma sombra!

* Socorro!

A propriedade, que fica no bairro Americano, conta com espécies antigas de árvores.

* Sim, esta era a secretaria que tínhamos...graças a Deus que ficou no passado

* Algum urbanista ou entendedor do assunto de plantão, explique: Não há calçada no local, as árvores foram plantadas "coladas" no meio-fio. Qual o recuo obrigatório que o código de posturas exige para construções naquela rua ? Pedestre lá não tem onde caminhar, caberia ao poder público regulamentar e exigir uma calçada nesta peculiar e tão bonita rua, assegurando a preservação destas árvores e proteção aos pedestres.

* Tem muita árvore sendo cortada, derrubada e enterrada na cidade e arredores... lamentável.
 * Parabéns a população ativa de Lajeado. Foram fundamentais nesta hora!

 * LAURINHA, tu és o nosso grito de SOS. Mesmo distante de Lajeado, meu amor e meu carinho continuam o mesmo. Fui acolhida muitos anos por esse amado povo LAJEADENSE que respeito e amo. Eu sinto o mesmo que vocês sentem. Obrigada pela tua fôrça e determinação...Um grande abraço...****------------****

 * Depois que tiver só concreto ao nosso redor, vamos sentir falta de uma sombrinha refrescante, de uma árvore que leva anos para crescer e se transformar em abrigo para muitos outros seres vivos, além de nós, acorda "SER HUMANO"...



* Que absuurdo

* não creio....até ai....

* não acredito!

Sinta a magia, do Lajeado brilhaaaaaaaaaaaa....

Laura Peixoto Fui e voltei. Tudo cancelado. Estava la - tudo legalizado para o corte com a assinatura da ex-secretaria do Meio Ambiente Simone Schneider: supressão total das arvores exoticas - platanos. Talvez os unicos de Lajeado em via publica.

* Percebo que em Lajeado pode tudo..ontem mesmo tirei algumas fotos na rua do Colégio João Batista de Melo, onde há uma construção em andamento. As máquinas e caminhões entram e saem do terreno, deixando um rastro de terra por algumas quadras adiante... Mas como eu disse, em Lajeado pode tudo..
Foto
Os caminhões entram e saem dos terrenos com obras em andamento, arrastando barro por quadras a fio, sujando tudo..

Laura Peixoto Vcs sabem pq isso? GRANA. O predio ao lado dos platanos esta interditado ha anos. Pediu, antes do fim do mandato, conseguiu. A Lucia, da Secretaria do Meio Ambiente, estava lá e agilizou a suspensão. Valeu, Lucia!

* Que bando de sem vergonha. Cortar os platanos é um absordo. Uma das poucas ruas boas de Lajeado. Com a grana conta alto na mão de bostas.
* Ganhamos o dia, obrigado Laura Peixoto por vir prontamente a brigada militar de Lajeado e a secretária Lucia do meio ambiente!

 *o que???

 * É pura bucha!! Só bucha!!

* Quem botou fogo, quem autorizou, quem assinou , quem conversou quem? Quem faturou? O pedido foi de quem? Transparência filhos da puta !!! Gostei do ¨filhos da puta¨

*  Chorei. Não posso acreditar. É merda atrás de merda.

*Absurdo...

*Mas isto não é proibido? Ou é só comprar uma licença? Depois querem reclamar do calor...
* Passo todo o dia defronte da Secretaria do Meio Ambiente.Vou precisar abrir mais a minha umbrela.Se a Prefeitura colocasse um Guarda para cuidar mo matinho do Parque seria muito melhor.

*Eu não acredito que irão conseguir cortar as árvores no meio do mato.

 *Aqui em Lajeado TUDO tem seu preço!!!! Quem tem $$$ faz o que quer... Uma vergonha!!!

*  mas o terreno é publico ou particular?

* ROUBARAM UMA MUDA NA CALÇADA DA MINHA CASA PROTEGIDA POR ARAME, FOI ALGUEM QUE NÃO VAI VOLTAR,É A MAIS BELA DAS ÁRVORES,NÃO SEI SE SABES MAS O PLATÁNO, É O VERDADEIRO SÍMBOLO DA MEDICINA, UM DIA TE CONTO. ESSA VIOLENCIA CONTRA ARVORES TÃO BONITAS REVELA O DESCASO COM A NOSSA CIDADE TENS MEU APOIO !!!!

* Árvores e casas antigas não tem vez em Lajeado, Laura!
"Essas também não devem durar muito tempo."
Rua Fialho de Vargas, próximo ao valão.

26 comentários:

Monica Wendt disse...

E' o poder do dinheiro sobre tudo, Laura e' triste demais, eu nao sei o que fazer. Trabalho na area ambiental e o que vejo e' a involucao das coisas, as decisoes sao sempre a curto prazo e levando em consideracao apenas interesses financeiros. O Brasil inteiro e' comandado pelas corporacoes e seus interesses. As empreiteiras comandam a politica energetica ( hidros, termos e petroleo). Nunca teremos avanco nas tecnologias verdes, tao bem usadas na Alemanha, por exemplo. Eu ja nao tenho mais palavras para exprimir minha decepcao. E' uma burrice institucionalizada, povo ignorante, politicos infames, e os poucos que conseguem reagir estao sem forca.

Anônimo disse...

Parabéns a quem conseguiu impedir em tempo esse crime. Realmente estava muuuuiiito fácil conseguir licenças para derrubada de árvores na administração anterior, quer dizer, para construtoras e exploradores imobiliários né, porque para cidadãos simples e mortais que querem apenas construir uma pequena e própria morada a retirada de qualquer árvore exige além do pagamento do mesmo valor cobrado um replantio de centenas de mudas por conta própria, algo que não exigem das empresas...

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Laura quem emite esse tipo de ordem só pode ter merda no lugar do cérebro. Num país sério quem emitiu essa ordem seria colocado numa jaula por muitos anos. A impunidade é que leva a condutas como essa. Semana passada foi o Fortunati que defecou pela boca ao menosprezar as árvores derrubadas em nossa Capital.

Jonas disse...

Será que esse "alvará de licenciamento" vai parar na mão da Promotoria Ambiental de Lajeado??? Alguém tem que investigar a legalidade desse documento e quem sabe até responsabilizar quem assina se algo estiver irregular...

Anônimo disse...

O pessoal da nova gestão não sabia de nada, pq todos computadores foram apagados foi chamada uma empresa que limpou todos arquivos da secretaria do meio ambiente esta é a verdade.

Karla disse...

Putz, eu te disse... caraca... que m****!!!!

elacy disse...

Bom dia Laura, que bom ver muitos se empenhando pelo nosso verde, ainda bem que Lajeado ainda tem muitos CIDADÃOS DE VERDADE, esta terra não é nossa, estamos aqui de passagem, temos que preservar por nós e pelos outros que ainda virão. Um abraço elacy
P.S. Não vou falar dos antigos secretários da Prefeitura, alguns não merecem nem ser lembrados.

Anônimo disse...

Oi Laura

Parabéns pela reportagem e principalmente por tua ter visão e coragem de exercer tua cidadania..Lajeado , descontando honrosas execessões graças a Deus , é um sítio de omissos e interesseiros que causa vergonha ou nos alerta de como viver aqui.....Parabéns e força prá ti sempre...Abç !

Anônimo disse...

O meu! exóticas não tem lei, nem precisaria Licença ambiental. Só nativas precisa licença. Me poupem.
Isso é um circo.

Anônimo disse...

Amparo legal tinha, plátano não é protegido por lei, suas antas.

Anônimo disse...

Apagar oque se todos os protocolos, licenças, autorizações podem ser vistos nos site da prefeitura. Falm merda.

Anônimo disse...

Na travessa Augusto Hexel, esquina com a Rua Pedro Albino Muller, a uma quadra do IMEC Florestal, um linda e enorme árvore, com mais de 30 anos, já teve sentença de morte decretada e aguarda a sua execução... todo o terreno já foi escavado e ela está em destaque num morrinho de terra... MALDITA EXPLORAÇÃO IMOBILIÁRIA EM LAJEADO!!!

Anônimo disse...

A Lajeado de todos nós, a Lajeado de uns poucos, os que tem PILA, por que se fosse pobre teria que ir e vir da secretaria do meio ambiente muitas e muitas vezes, por fim ia cansar e deixar por isso mesmo. Passo todos os dias por ali, várias vezes por dia, um belo cenário, não vamos deixar destruir, vamos ajudar a preservar. Parabéns a quem viu e conseguiu evitar.

Anônimo disse...

Laura, os FAMOSOS, também leem seu blog e depois falam mal e diesem que não olham por ser de baixo nível, imagina o nível dessa gente, nem escrúpulos tem. O que vão deixar pros filhos?

Anônimo disse...

Ajudando o colega que disse que exóticas não tem lei, mas as nativas também não tem, por que é só pagar as taxas e plantar X número em outro lugar e tudo certo. Aí pode, tudo dentro da LEI. Eu pergunto a você, você acha isso certo? Lembrando que na rua Sábia, um proprietário fez sua casa e não tirou as arvores nativas.

Anônimo disse...

Árvores exóticas obstruindo o passeio público? Uma pena, mas vamos ver quanto tempo elas sobrevivem...
Se os computadores foram limpos por uma empresa, imagino que já tenham sido tomadas as devidas providências. Ou será só mais uma mentira postada aqui?

Anônimo disse...

Plátano não é espécie nativa, é estrangeira. Pelo ponto de vista legal, é igual a eucalipto.

Tinha autorização.

Se eu sou o dono da área, eu processo a prefeitura por ter interrompido o corte.

Atenção ambientalistas de plantão: se querem realmente proteger a natureza, parem de comer carne pois vastas áreas são devastadas para a pecuária, parem de usar roupas de algodão que sofrem processo químico e, principalmente, parem de produzir lixo doméstico.

Anônimo disse...

A casa do PP caiu, todo mundo rico rindo da cara dos lajeadenses, mais um túnel de 3 milhões, explodir pedras Sr XX que nunca existiu só quem mora no bairro sabe e todo mundo calado.

Anônimo disse...

Não interessa se é exótica, se não é nativa, se veio do estrangeiro ou seja de onde for o que interessa é que elas estão ali, crescidas, fortes e bonitas e seria de bom grado preservá-las. Quem sabe, com um pouco de vontade, não dá pra contornar a situação, sem ter que cortá-las. Se elas não forem cortadas, vamos cuidar pra ver se elas não "morrem" de uma hora pra outra. Aproveitando, tem que ver o por que se junta tanta água nesta baixada quando chove, talvez bueiro entupido ou muito pequeno, isso é problema e não as árvores.

Anônimo disse...

A sim, não autorizart corte permitido por lei, não da nada.
Vocês são uns psicopatas, doentes. Vão brigar com quem faz as leis.

Anônimo disse, disse...

Gente podre se esconde atrás da lei!
Assim como a Rua Albert Schweitzer, tem algumas coisas que, independente da norma legal, fazem parte de nosso mais valioso patrimônio, que é a nossa história, as raízes, as lembranças deste povo.
Os plátanos do bairro americano são um alívio para quem usa aqueles caminhos nas tardes (muito) quentes do verão lajeadense.
Apesar de estarem em terras particulares, ainda assim o seu proprietário não é dono da sombra das suas árvores. Pois se não fosse a luz do sol banhando indistintamente a todos, ninguém poderia arrefecer ali seu calor.
Quem, como eu, mais idoso nesta cidade, não se lembra do pequeno córrego de água que por aquelas terra passava... e para sinalizar a sua presença o seu proprietário, (tenho certeza que não é o mesmo de outrora) mantinha ali um pequeno moinho de martelinhos assinfônicos e encantados.
Petulância em dizer que vai processar o poder público, como se fosse ele o dono da sombra da árvore, do som do martelinho que não existe mais e do encantamento do local. Não interessa se foi o governo anterior, ou este, ou do futuro quem licenciou a a derrubada das árvores. Em troca do legalismo de poucos não podemos vender nenhum valor.

Anônimo disse...

É só acessar o site da prefeitura todos os protocolos, expedientes, licenças, alvarás, encaminhamentos estão nos sitema. Hoje em dia esse papo não cola mais.Isso éra oque fazia e fez o antigo governo, que hoje faz parte desse novo.

Dani disse...

O problema todo é que, se a lei permite ninguém pode ser contra, sob pena de lesar o outro. Ali é o caso, se a lei lhe permite, e o Poder Público não da essa permissão ele entra na justiça pedindo indenização por ser negado algo que lhe era permitido e isso lhe gerou prejuízos.

Anônimo disse...

Bem lembrado, não só a rua Albert Schweitzer faz parte da história do bairro São Cristóvão, como também os plátanos fazem parte da história da bairro Americano. Os fracos e sem noção ou argumento se escodem atrás da dita lei. Onde se viu processar o poder público, pedir indenização por gerar prejuízos, deixar de cortar árvores é prejuízo, só em Lajeado.

Anônimo disse...

Por que este proprietario assina como anonimo se acha tao certo o seu direito de destruir a natureza e prejudicar o bem estar da populacao ao solicitar a derrubada destas arvores?
Que tal alguem divulgar o nome deste ser individualista que arrogantemente demonstra que nao se importa com o bem estar do proximo, ou com a qualidade de vida dos lajeadenses? Nao resido em Lajeado mas, sugiro que acessem esta informacao atraves do endereco do terreno, no cadastro imobiliario da prefeitura!
Se ele acha que as arvores nao sao necessarias, por que ele nao vai morar em uma regiao desertica?

Laura Peixoto disse...

66 compartilhamentos no facebook. Fora os q compartilharam em suas paginas...