terça-feira, 25 de outubro de 2011

PONTE RIO NEGRO

Ontem, no aniversário de Manaus, no Amazonas, inaugurada a Ponte Rio Negro, que liga a cidade a Iranduba. A Ponte Rio Negro, com 3,5 quilômetros de extensão, custou R$ 1,099 bilhão, mais que o dobro que o previsto. Foi construída em três anos e meio e é a maior ponte estaiada do País (com 400 metros de trecho suspenso por cabos) e a segunda maior do mundo, atrás da ponte sobre o rio Orinoco, na Venezuela.
O trajeto que um carro deve fazer em minutos era feito em 2 horas em balsas.
O prefeito de Manaus não apareceu... Dizem.
Os grã-caciques do PT compareceram.
E, de acordo com a Agência de Comunicação do Governo (Agecom), com eles, mais de 700 autoridades de todo o País foram convidadas para a inauguração.
E você, não convidado, pagou essa conta.




Atrás do palco político, do cenário falcatrua, dos desvios de grana, "um balão gigante do Greenpeace contrastava com o negro do rio. O balão tinha a frase "Senado, desliga essa motosserra" - tentativa da ONG de chamar a atenção das autoridades presentes ao debate sobre a discussão das mudanças na legislação ambiental no Congresso."

2 comentários:

Anônimo disse...

Quem já esteve neste local sabe a importância desta obra. Parabéns ao governo Lula/Dilma.

Bernardo disse...

1 bilhão de reais para uma ponte na região menos povoada do país. Parabéns para os usuários.
Já a ponte do guaíba, 300 milhões, única ligação da capital do RS com o sul do estado, não vai sair????
Vivemos uma federação de araque.